Skip to main content
  • Dom Sancho I
  • Praça Velha
  • Parque Polis
  • Cidade Neve

Notícia

Dia da Liberdade

Dia da Liberdade

Celebrou-se o 44º aniversário da revolução do 25 de Abril do ano de 1974.

Momento alto na história de Portugal no século XX.
Alterou-se um regime político, integrámo-nos de pleno direito no processo da construção Europeia, patrocinámos a independência dos países colonizados, em África e noutros continentes sob a jurisdição portuguesa nos últimos 5 séculos.

E, Portugal conheceu a democracia, os partidos, os votos, as autarquias locais eleitas, a pluralidade vingou e com a certeza que entre “altos e baixos” o desenvolvimento e a melhoria das condições de vida do país têm vindo e muito a melhorar.

Em todo o país conhecemos e sabemos múltiplos eventos alusivos à comemoração e evocação desta significativa data na história de Portugal.

Na nossa cidade a cerimónia evocativa incluiu importantes iniciativas que congregaram também muitos cidadãos que acompanharam desde manhã até ao final da noite, com um concerto fantástico de Rui Veloso e cantámos os parabéns pelo aniversário do TMG.

Pela manhã escutámos o hino nacional pela Banda de Famalicão, o hastear da bandeira e no jardim José de Lemos uma exposição “Gente de Abril” fica patente para toda a comunidade com obras realizadas por Escolas, Associações e freguesias.

De seguida, e a pé, fomos até ao jardim do Centro de Estudos Ibéricos onde para além da assinatura de um Convénio de colaboração entre a Guarda e Santa Marta de Tormes, podemos olhar várias esculturas ali apresentadas.

No período da tarde para além da importante inauguração do Edifício do Solar dos Vinhos, realizaram-se mais duas significativas homenagens a dois autarcas da nossa cidade.

Sob proposta também da Freguesia de S. Vicente e depois já sob a sugestão da Freguesia da Guarda e dando apoio à sugestão da família e de um grupo de cidadãos donde destacamos Alexandre Monteiro –recentemente falecido- duas novas placas foram descerradas em duas bonitas áreas de lazer e passeio, foram “batizadas” com os nomes de Manuel Cerdeira e Joaquim Pina Gomes.

O primeiro topónimo foi atribuído a uma fonte interativa e jardim na zona contígua ao Colégio de São José e o segundo ao jardim que se localiza em frente à gare ferroviária.

Manuel Cerdeira foi membro eleito de vários executivos na Freguesia de São Vicente e chegou à sua presidência como eleito em 2005; faleceu em 2008 e era na Guarda um cidadão participante e ativo nas causas associativas. Como eleito e responsável político praticava muito bem o conceito de proximidade.

Já o Engº Joaquim Pina Gomes foi presidente da Câmara Municipal da Guarda entre 1958 e 1966 e entre outras importantes realizações foi o principal responsável pela instalação na nossa cidade da fábrica de montagem de automóveis Renaut que ficou na Guarda-Gare próximo da estação ferroviária.

A Junta de Freguesia ficou orgulhosa em poder ter contribuído para estes dois importantes momentos e mais a mais realizados no dia em que Portugal evoca e comemora a liberdade e a consequente oportunidade de construirmos uma sociedade mais desenvolvida e socialmente mais equilibrada.

 

Galeria de fotos

26-04-2018

Comentários