Skip to main content
  • Dom Sancho I
  • Praça Velha
  • Parque Polis
  • Cidade Neve

Notícia

"Todos diferentes todos iguais"

"Todos diferentes todos iguais"

A Associação de Surdos da Guarda e o Hospital Sousa Martins da Guarda (HSMG) - Voluntariado organizaram uma sessão sobre deficiência e cidadania, com o tema "Todos Diferentes, Todos Iguais".

Com o objetivo de analisar os desafios da cidadania no contexto da deficiência, convidaram também a ACAPO (Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal) e a CERCIG (Cooperativa de Educação e Reabilitação para o Cidadão Inadaptado da Guarda).

Assim, após o estagiário, Gonçalo Moreira de Língua Gestual Portuguesa (LGP) explicar a ideia da sessão, no âmbito do seu estágio na Associação de Surdos, a sua Presidente, Sofia Afonso, ela própria surda e formadora de LGP apresentou algumas noções sobre surdez, sensibilizando para características próprias da pessoa surda...
De seguida, o Presidente da ACAPO - Delegação da Guarda, Hugo Pissarra, grande amblíope, contou aspectos da sua experiência para transmitir as dificuldades com que os cidadãos portadores de deficiência visual vivem...
Após um pequeno intervalo, o utente da Residência e do CAO (Centro de Atividades Ocupacionais) da CERCIG, Fernando Almeida, mostrou um pequeno vídeo realizado com a ajuda de colegas e técnicos da Instituição, precisamente com o intuito de alertar para as dificuldades encontradas na deslocação pela cidade, bem como no acesso a Entidades oficiais como a Câmara, a Segurança Social e o Centro de Emprego.
Os intervenientes responderam ainda a diversas questões do público, pouco numeroso mas, muito participativo.

​O Coordenador dos voluntários no HSMG, Cândido Andrade, há 21 anos na causa do voluntariado, explicou o seu apoio à presente sessão, enquanto trabalho final de estágio e agradeceu a presença dos restantes elementos da mesa, a quem deu a palavra.
O representante da CMG, Alfredo Madeira, referiu a vontade e o trabalho da autarquia para melhorar, entre outros aspectos, a mobilidade das pessoas com deficiência na cidade.
O representante do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde (ULS), José Monteiro, mostrou-se empenhado em proporcionar o melhor atendimento aos utentes, nomeadamente a possibilidade de existir intérprete de LGP para os doentes surdos.
Finalmente, o Presidente da Junta de Freguesia da Guarda, João Prata, deu os parabéns ao empenho, particularmente dos jovens das Instituições presentes; contudo, desafiou-os  também a lutar para que as suas Associações possam proporcionar maior apoio aos cidadãos com mais dificuldades.

A sessão, que decorreu na manhã do dia 7 de julho, na Biblioteca Eduardo Lourenço, foi bilingue, sendo todas as intervenções traduzidas para LGP.

 

Vídeo

Galeria de fotos

09-07-2018

Comentários