Skip to main content
  • Dom Sancho I
  • Praça Velha
  • Parque Polis
  • Cidade Neve

Notícia

Assembleia de Freguesia da Guarda

Assembleia de Freguesia da Guarda

Decorreu, na sede deliberativa da Freguesia, a Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia da Guarda, sob a presidência do Sr. António Peres de Almeida.
Estiveram presentes os 19 eleitos sendo que alguns deles o fizeram pela primeira vez, em substituição, pela impossibilidade de presença dos deputados efetivos.

A sessão de abril tem sempre como aliciante a apreciação e votação do relatório e contas, referente à prestação económico-financeira do ano de 2018.
A reunião começou com a leitura e aprovação da ata de sessão do mês de dezembro.

Continuou depois com a aprovação, por unanimidade, de um voto de pesar pelo desaparecimento do Sr. Artur Pina, ilustre cidadão da Guarda e muito empenhado na causa do poder local após o 25/04/1974, chegando a ser vereador na Câmara Municipal da Guarda. Esteve também na génese da criação, há mais de duas décadas, da Associação dos Professores Aposentados/Academia Sénior.

Foi dada a palavra ao Presidente da Junta que explicou algumas alterações à organização do processo eleitoral na Freguesia, algumas substanciais, em razão de mudanças legais e da necessidade de aproximar as Assembleias de Voto dos Cidadãos eleitores.
Abordou também uma eventual deslocação à Sessão de Debate do “Estado da Nação”, na Assembleia da República; bem como a presença da Freguesia, no Stand do IPG da VI edição da FIT, com o Projeto “Guarda sem desperdício”.

Por seu lado, o deputado da coligação "Guarda em Primeiro" aludiu à perigosidade do muro da GNR na Rua Mestre de Aviz, bem como ao menor rigor técnico na poda das árvores e à urgência de um regulamento municipal de podas.
Outros deputados usaram da palavra, nomeadamente João Carvalhinho, Daniel Osório, Rui Baía, José Almeida, Manuela Fernandes, Albertina Santos, Fábio Pinto, Maria Gonçalves e Sandrina Costa.
Entre outros assuntos voltou a ser comentada a degradação dos passeios e alguns arruamentos bem como das localidades do Carapito de São Salvador, Galegos, Cabreira, Alfarazes e Monte Barro.
A horta comunitária e o programa “Caminhe com a Freguesia” foram valorizados, pela adesão das pessoas.
O transporte solidário foi outra sugestão apresentada, tal como o pedido de informação sobre as habitações na rua dos Cavaleiros; sendo também sugerida a indicação à CMG de isentar este verão da licença de utilização de espaço público com a finalidade de esplanadas.

Na apreciação do relatório e contas usaram da palavra os deputados Rui Baía e Fábio Pinto bem como o Presidente da Junta de Freguesia.
Para o primeiro deputado o relatório está bem elaborado, valorizando a arrecadação da receita, bem como o esforço realizado na contenção em algumas despesas correntes; reforçou ainda que o saldo transitado corresponde à necessidade do investimento, ainda necessário ser concretizado, na obra do alargamento do cemitério da Guarda-Gare.
Por seu lado Fábio Pinto adoptou uma postura crítica em relação ao relatório de 2018, reforçando a ênfase nos dados de 2017, ano de eleições, a redução de apoio ao movimento associativo e no investimento na área dos arruamentos e viadutos.
A votação registou 1 abstenção do deputado da coligação “Guarda em Primeiro”, 6 votos contra da bancada do PS e os 12 votos a favor do PSD.

A sessão, cujos documentos se encontram aqui,  terminou já próximo do final do dia e foi assessorada pelos funcionários da Freguesia: Celeste Neves e Pedro Monteiro.


 

Galeria de fotos

29-04-2019

Comentários