Skip to main content
  • Dom Sancho I
  • Praça Velha
  • Parque Polis
  • Cidade Neve

Notícia

Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia

Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia

A Assembleia de Freguesia da Guarda teve a sua sessão ordinária dia 28 de junho.

No decurso da reunião foram escutadas dezassete intervenções dos deputados presentes e das três bancadas parlamentares.
Como tem sido habitual vários cidadãos assistem ao decurso dos trabalhos e nesta sessão um dos presentes usou da palavra para apresentar diversas situações a carecer de resposta no arruamento onde vive.

A ordem de trabalhos integra um tempo para assuntos correntes da gestão da Freguesia e depois os temas que se prendem com a sua governação e as obrigações legais que que decorrem das funções executiva e deliberativa.

No primeiro tema registam-se as sugestões de um grupo de trabalho para reforçar a ação da Assembleia de Freguesia; a ideia da criação de um cartão Guarda-passe para apoiar o turismo; apresentaram-se várias pequenas coisas a carecer de ser concretizadas nas urbanizações; foi depois questionada a realização do Orçamento Participativo, da obra de requalificação no Largo contíguo à Capela do Mileu e ainda da obra junto à Igreja da Misericórdia.
Foi igualmente valorizado o anúncio realizado pela CMG da abertura do concurso para as obras nas localidades de Alfarazes, Galegos, Carapito e Cabreira, porquanto se tratar de uma emergência e um dever dos poderes instituídos, para as populações que ali residem.
Deixou-se ainda uma palavra de congratulação para todos aqueles que organizaram o SIAC e os Santos do Bairro.

Os pontos da Ordem de Trabalhos mereceram o voto prioritário dos deputados presentes com a abstenção da bancada do PS e votos a favor da Bancada do PSD E CDS/PP – Guarda em Primeiro.

Foram aprovadas as duas revisões orçamentais propostas sendo que uma das revisões prendeu-se com a inclusão de uma nova rubrica atinente ao programa do Gabinete de Inserção Profissional numa parceria com o IEFP/Guarda incluindo-se ainda a concretização de uma nova colaboradora para o período de três anos.

Por último, e no que se refere à transferência de competências, ao abrigo do DL 57/2019 foi votado a não assunção de competências para o ano de 2019.
Já para o ano de 2020 ficou a informação que a Junta de Freguesia oficiará a Câmara Municipal da decisão maioritária da rejeição para 2019 e da vontade em procurar negociar para o ano de 2020.


A sessão terminou perto da meia-noite com amena conversa entre todos os deputados e os habituais votos de bom verão/boas férias.


 

Galeria de fotos

29-06-2019

Comentários