Skip to main content
  • Dom Sancho I
  • Praça Velha
  • Parque Polis
  • Cidade Neve

Trabalhos

7 Ago - 11 Ago

Trabalhos realizados na 32ª Semana de 2017 : limpezas urbanas na Quintazinha
Durante esta 32ª semana continuámos com as limpezas urbanas na Quintazinha, Rasa e Covas. Destacamos as obras solicitadas na Quintazinha do Mouratão, para as Festas da localidade. Continuámos com a construção de uma bancada de apoio, e limpeza de um Nicho, bem como limpeza das ruas. Deixamos ainda uma curiosidade, nesta limpezas pela freguesia “resgatámos” uma família de quatro elementos de ouriços-cacheiros, num terreno junto à Avª de São Miguel, que de seguida formam colocados numa outra zona que considerámos mais segura para a sua sobrevivência.

31 Jul - 4 Ago

Trabalhos realizados na 31ª semana de 2017 : obras na Quintazinha do Mouratão...
Durante a 31ª semana realizaram-se trabalhos de limpeza no exterior: na Avenida Francisco Sá Carneiro, na Urbanização da Quinta do Pontão, na Rua da Rasa e na Rua do Outeiro S. Miguel. Fizemos limpeza das bermas em vários locais, tais como, caminho do Outeiro e Urbanização das Covas, caminho do Ribeiro das Enguias, estrada da Quinta das Bertas, Quinta das Terras, caminho do Rio diz - Carapito e Mariavela. Fizemos ainda a limpeza nos cemitérios da Estação, Sequeira e Quintazinha/Monte barro. Destacamos as obras solicitadas na Quintazinha do Mouratão: construção de uma bancada de apoio, tendo em conta as próximas Festas da localidade.

24 Jul - 28 Jul

Trabalhos realizados na 30ª semana de 2017: limpezas na estrada da Pocariça...
Durante a 30ª semana registamos, para efeitos de informação aos cidadãos, que a partir de quarta-feira iniciámos um novo horário de trabalho no setor externo. Iniciamos às 7h e terminamos às 13 horas, com exceção da segunda-feira, para que possamos continuar a fazer a usual recolha de monos. Continuámos essencialmente com as tarefas do asseio urbano e iniciámos uma pequena obra na Quintazinha do Mouratão para auxiliar à realização dos festejos. Concretamente trata-se de realizar uma pequena banca de apoio à confeção das refeições bem como a colocação de dois bancos para as pessoas poderem sentar-se. Em relação aos trabalhos e depois de passarmos por todos os bairros iniciámos agora uma nova fase de limpeza dos caminhos e outras vias menos circuladas mas, que queremos manter limpas. Ainda assim, sabemos que em alguns locais – vias e bairros - vai ser necessário regressar a segunda e mesmo terceira vez pois que a vegetação cresce bastante com as condições atmosféricas favoráveis ao seu desenvolvimento. Andámos pelo Bairro do Pinheiro, pela Póvoa do Mileu, pela zona das Barreiras; e, aí cortámos, varremos e mondámos os arbustos bem como apanhámos todos os restos dos cortes efetuados na vegetação agreste, seja nos lotes públicos desocupados, seja no passeio e mesmo nos lancis. Já na quarta e quinta-feira abalançámo-nos na limpeza da estrada da Pocariça e na via de acesso entre o Parque Industrial e as Piscinas Municipais. Foi uma tarefa efetuada com bastante precaução face ao volume de tráfego que aquelas duas estradas têm diariamente. Entretanto completámos o corte da vegetação nos taludes da VICEG entre a rotunda do MacDonald’s e a rotunda dos Galegos. Completámos igualmente a limpeza ao cemitério do Carapito tal como tínhamos feito na semana transata a limpeza geral na mesma localidade. Efetuámos a rega das árvores de fruto que temos plantadas na Urbanização das Covas e também nos terrenos do Noéme de Cima e de Baixo.

17 Jul - 21 Jul

Trabalhos realizados na 29ª semana de 2017: limpezas nos cemitérios da Freguesia.
Continuámos na 29ª semana o trabalho que nos vai acompanhar durante o verão e é essencialmente o do asseio urbano pois que a vegetação agreste e/ou intrusiva cresce continuadamente com o calor. Temos locais onde vai ser a segunda e terceira vez que procedemos ao corte da vegetação. Para além desta tarefa continuamos igualmente com a limpeza regular dos sete cemitérios sob a responsabilidade da Freguesia. Durante esta semana completámos a limpeza no Cemitério da Póvoa do Mileu (antigo) e iniciámos o mesmo desempenho no Cemitério do Carapito. Esta tarefa vai prosseguindo apenas nos períodos da manhã e consubstancia o corte da vegetação entre as campas, pequenos arranjos, regularização de terreno e mondar os arbustos e outra vegetação que serve para alindar aquele equipamento público. Igualmente procedeu-se a uma limpeza mais ampla na Capela do Cemitério da Póvoa do Mileu e na sala multiusos. Depois efetuámos a limpeza urbana na zona das Casetas, na Catraia dos Galegos na Urbanização do Pincho, no Bairro do Pinheiro, Carapito de São Salvador e Caminho Carapito/Alvendre. Como o fazemos todas as semanas regámos, cortámos e mondámos os arbustos nas áreas verdes que estão sob a nossa responsabilidade que se localizam principalmente na Zona da Guarda-Gare.

10 Jul - 14 Jul

Trabalhos realizados na 28ª semana de 2017: limpezas várias.
Mantivemos nesta 28ª semana o continuado trabalho de limpeza nos diversos bairros na malha urbana da freguesia. É um trabalho recorrente e que se prolonga por vários meses e também por várias vezes durante as 4 estações do ano. É também claro que acuidade é maior neste período em que o calor aperta e o receio das pessoas aumenta e com razão. As principais tarefas inerentes à limpeza urbana correspondem ao corte da vegetação, mondar os arbustos, cortar alguns ramos mais salientes, varredura de ruas e permitir que os cidadãos usufruam do que efectivamente têm direito. Durante esta semana realizámos aquelas ações nas Ruas das Carreiras Velhas, do Alvarcão, 5 de Outubro e paralela, na Urbanização da Corredoura e na estrada do Barracão onde, correspondendo a uma solicitação procedemos à limpeza do terreno para a futura sede do Clube de Basquetebol da Guarda. Realizámos ainda a limpeza da zona envolvente da sede da Associação Comercial da Guarda. Continuamos também a limpeza dos cemitérios da Freguesia e depois do da Sequeira fizemos o da Guarda-gare e o de Alfarazes/Senhora dos Remédios. Resta-nos agora os restantes 4 cemitérios que seguiremos nas próximas semanas. Ainda nos vários terrenos junto ao Noéme de Cima e de Baixo realizámos o corte de vegetação mais agreste e definimos também com maior amplitude a envolvência das árvores plantadas para que o resultado da rega seja mais eficaz. Relembramos que temos mais de uma centena de árvores, ali plantadas na primavera do corrente ano. Mais uma vez houve a necessidade de “desferrar” a conduta de água em Alfarazes porquanto notar-se uma redução acentuada do caudal da água proveniente da nascente. Apesar de agora haver água nota-se uma diminuição acentuada da sua “força”, a correr nos chafarizes. Conseguimos depois realizar a limpeza nos taludes na Avª de São Miguel, ainda outro na Urbanização de S. Miguel, bem como um caminho importante que liga o Rio-Diz ao pavilhão gimnodesportivo de São Miguel. Na sexta-feira iniciámos a limpeza na Urbanização do Pincho e procedemos à retirada dos festões na zona de São Vicente, após a passagem do tempo dos Santos Populares. Prestou-se ainda colaboração à realização do pão no forno da Sequeira e ao campo de férias num Centro de Estudos e da Escola 2,3 de São Miguel entre a semana anterior e esta semana. Como sempre fez –se a recolha de monos e agora também de muitas mais sebes que os cidadãos vão cortando. Por outro lado, a manutenção dos equipamentos e das viaturas bem como a sua limpeza e lavagem é igualmente realizada na 6ª feira de tarde.

6 Jul - 10 Jul

Súmula dos trabalhos realizados e planeados para o 1º Semestre de 2017.
No primeiro semestre de 2017 conseguimos cumprir o que deixámos enunciado no início do mesmo. Iniciámos a reorganização dos armazéns da Freguesia e, como anteriormente, trata-se de um serviço que é para ser concretizado ao longo do ano. E é uma tarefa que vai sendo realizada quando as condições meteorológicas não permitem o serviço externo; pelo que, no próximo outono/inverno dar-lhe-emos a continuidade devida. Ainda assim conseguiu-se um grande avanço nesta pretensão e apenas num dos armazéns não temos a melhor organização. Definiu-se mais uma área de arquivo num dos armazéns, noutro conseguimos reorganizar a parte das ferramentas e das máquinas e viaturas. Depois a horta comunitária registou igualmente uma boa adesão das pessoas da cidade e um grande número já ali esteve nos anos anteriores; mas, anotámos a entrada de mais alguns cidadãos que aderiram também ao projeto e desenvolvem as culturas no talhão correspondeste. Este ano realizámos um investimento menor mas para além da limpeza e preparação da terra procedeu-se ainda ao arranjo e aumento da conduta da água de rega com o recurso a dois tanques de mil litros facilitando a rega dos talhões com menos recursos ao motor. Nas três intervenções físicas previstas para se iniciarem apenas a obra do alargamento do cemitério da Guarda-Gare não foi iniciada. Na reconstrução do forno dos Coviais de Baixo conseguimos cumprir a execução da 1ª fase da obra depois de analisadas as propostas apresentadas para a execução da mesma. Ergueram-se novamente as paredes, colocou-se o telhado, compuseram-se as duas fornalhas, fizeram-se as juntas entre as pedras de todas as paredes e os negativos da água e da luz. Realizámos também o alargamento da rua do Calvário numa extensão de 9 metros tendo-lhe conferido uma maior largura que aumentará ainda mais quando a EDP alterar a localização do poste que ali permanece. Entretanto nos terrenos da Freguesia junto às estradas do Noéme de Cima e de Baixo completámos a vedação, amanhámos a terra e plantámos cerca de 140 árvores de fruto vindo a cuidar das mesmas todas as semanas regando-as e cortando a vegetação bravia que vai aparecendo. A limpeza e asseio urbano esteve e está presente durante todo o ano e apesar de algum atraso estamos a chegar aos diversos bairros, localidades e caminhos rurais. Acrescentamos que fomos obrigados a investir na substituição de metade da conduta dos 4 chafarizes na localidade de Alfarazes que têm água a partir de uma nascente. Entretanto a intervenção não ficou totalmente completa mas muito oportunamente completaremos o que for necessário para que os 4 chafarizes fiquem a deitar água.

3 Jul - 7 Jul

Trabalhos realizados na 27 ª semana de 2017: limpezas nas zonas rurais
A 27ª semana de trabalhos manteve o esforço de procedermos à limpeza e corte de vegetação intrusiva em meio urbano e também em meio rural. Os Galegos e a Catraia dos Galegos mereceram o nosso empenho e durante os dias de quinta e sexta-feira conseguiu-se a limpeza efectiva daquelas localidades. No mesmo sentido e com idêntico procedimento trabalhámos na Urbanização do Barrocal, no caminho que liga o Rio Diz à Avª de Salamanca, depois nas traseiras do conjunto habitacional ali existente. No caminho rural da Quinta do Silva efetuámos a mesma tarefa tal como o fizemos em parte na estrada da Pocariça sendo que o restante percurso vai ser efectuado pela Câmara Municipal. Durante a semana concluímos a limpeza do Cemitério da Sequeira e depois no Cemitério da Guarda-gare. Prestámos ainda a colaboração à Associação de Basquetebol limpando o terreno; e, aproveitando a proximidade fez-se também o caminho rural da Brioleja. Também com os trabalhadores do sector externo garantimos o apoio ao acampamento dos alunos da escola C+S de São Miguel levando e trazendo as tendas e a alimentação. Facilitámos ainda o transporte de crianças no âmbito das férias desportivas de um gabinete de ocupação de tempos livres. Foi ainda possível correspondermos a solicitações diversas nas Urbanizações das Lameirinhas, Senhora dos Remédios e no Barracão. Relembramos ainda que semanalmente tomamos conta de vários pequenos canteiros com relva e outra vegetação nomeadamente em quase todas as urbanizações da ex-freguesia de São Miguel da Guarda. O mesmo se passa na recolha semanal de monos que efetuamos às segundas-feiras. Por último registamos ainda o apoio e a colaboração que deixámos ao Clube Equestre da Guarda com o arranjo do caminho rural entre a Sequeira e as freguesias de Casal-de-Cinza e Arrifana para uma melhor circulação dos cavalos e cavaleiros. Também conseguimos apoiar a organização com a colaboração numa das refeições realizadas na Guarda.

26 Jun - 30 Jun

Trabalhos realizados na 26ª semana de 2017: limpeza urbana
A 26 ª semana ficou reservada quase na íntegra para a limpeza urbana na Sequeira e algumas outras zonas da Freguesia. Assim, na localidade da Sequeira procedemos à limpeza e corte da vegetação em todas as ruas e ainda procedemos ao desbaste da vegetação no nosso terreno localizado no Calvário; fez-se ainda o desbaste corte e limpeza na Rua da Treija. Entretanto também conseguimos efetuar a limpeza na rua das Maias e no terreno público na Urbanização da Covas. O mesmo foi concretizado nos taludes sobranceiros ao cemitério da Póvoa do Mileu, nas Barreiras, mas ainda não foi totalmente efetuada a tarefa. Iniciámos também a limpeza dos cemitérios da Freguesia começando na Sequeira e ficámos no da Guarda-gare. Depois a equipa de colaboradores da jardinagem ainda conseguiu o corte e limpeza de vegetação na rua do Mercado e Travessa da Corredoura e na área localizada atrás do edifício da Freguesia, na Guarda-gare, bem como no Rio Diz. Na quarta e quinta-feira tivemos a visita de um casal que reside em Quioto, no Japão e pretendia um contacto com a feitura do pão em forno comunitário. Desde logo a Junta de Freguesia mostrou-se disponível e no Forno Comunitário da Sequeira realizámos a tarefa cozendo o pão e os biscoitos com agrado para este casal de um português e uma japonesa que têm um negócio de pastelaria na cidade de Quioto onde vivem desde os anos dois mil. Após a Assembleia de Freguesia, na noite de dia 29, também foi possível saborear os referidos biscoitos!

19 Jun - 23 Jun

Trabalhos realizados na 25ª semana de 2017: limpeza e recolha de vegetação...
Nesta 25ª semana normalizámos praticamente o funcionamento do serviço externo, não obstante termos tido ainda alguns pedidos a que tivemos de acorrer, para além dos que decorrem das nossas próprias actividades. No entanto, temos de reconhecer que não conseguimos corresponder, no que à limpeza da vegetação intrusiva diz respeito, em todos os locais, como é o nosso desejo. Por ora temos andado nos bairros residenciais e oportunamente seguiremos para os caminhos rurais. Assim, iniciámos a semana com a manutenção das máquinas e das viaturas, por a mesma não ter sido feita nas duas semanas anteriores. Mantivemos a rotina das segundas-feiras com a recolha dos monos e uma outra equipa realizou a limpeza na Urbanização da Tapada do Coelho e fez-se ainda a recolha da vegetação cortada nesta Urbanização e nas Urbanizações da semana transata: Malmedra, Fraternidade e Lameirinhas. Já na terça-feira toda a equipa concentrou esforços no corte, limpeza e recolha da vegetação na envolvente da Capela do Mileu e demos também início a idêntica tarefa em Alfarazes que concluímos apenas na quinta-feira com toda a limpeza da Rua Francisco Pissarra de Matos e Praceta São Cristóvão. As tarefas de limpeza da vegetação prolongaram-se, como não podia deixar de ser nesta altura do ano, para a zona do rio-Diz, mais concretamente nas bermas e nos taludes sobranceiros aquele arruamento. Andámos ainda na rua da Miranda e na travessa de acesso a residências junto à Quinta do Pina. Iniciámos esta semana a limpeza dos cemitérios da Freguesia. São sete, e ainda sem a devida conclusão, demos inicio à limpeza no cemitério da Guarda-gare, na passada sexta-feira. Nos terrenos junto à estrada do Noéme de Baixo, cuidámos da rega das árvores e de limpar a erva que já as estava a envolver em excesso. Lamenta-se o roubo de mais algumas árvores! Entretanto na obra do alargamento da Rua do Calvário, esta semana deu-se o reinício das operações e mais uns metros foram concluídos: definiu-se a localização da abertura em sintonia com quem nos deu a porção do terreno para o pequeno alargamento que estamos a efectuar. Na sexta-feira e no final da tarde realizámos as tarefas de limpeza, manutenção e preparação das máquinas e viaturas para a próxima semana. Por último, registamos que outra difícil tarefa é a que realizamos diariamente com o corte e rega da relva que ainda está sob a nossa responsabilidade.

15 Jun - 16 Jun

Trabalhos realizados no forno dos Coviais de Baixo: 16ª / 24ª semana de 2017.
Depois de mais de um ano a cuidar do projeto e da titularidade do terreno da edificação em ruínas, foi possível, no dia 17 de abril de 2017 iniciar uma primeira fase das obras de arranjo do forno dos Coviais-de-Baixo, que tem a particularidade de ter duas fornalhas. Nesta primeira fase cuidou-se da cobertura das paredes e das fornalhas. Posteriormente completaremos a requalificação, ainda em 2017 ou logo no início de 2018. Por ora desmatámos toda a área envolvente ao Forno Comunitário e procedemos à retirada das pedras que resultaram de quedas, quer do próprio forno, quer de alguns muros dos cortelhos existentes ao lado. Foi–nos cedido temporariamente um posto de eletricidade e levámos dois depósitos de mil litros para haver acesso a água. E nos trabalhos da obra propriamente dita referimos já a limpeza e o início da recuperação das fornalhas, a troca de local da porta e os remates iniciais da parede cumeeira. Deixamos as fotos do seu início, na 16ª semana de 2017, bem como da reunião com os técnicos (engenheiros e arqutecto). Durante as 17ª e 18ª semanas procedeu-se à colocação do telhado, à remoção dos resíduos da terra, telhas antigas e pedras que ali se encontravam bem como se efectuou já a colocação das caixas de suporte à energia elétrica e instalação das tomadas bem como se colocou o barro e a lã de vidro a proteger as fornalhas. A 19ª semana foi principalmente dedicada à montagem das condutas de água e eletricidade bem como à recomposição das paredes exteriores e interiores, com a colocação de pedras, de modo a “tapar” áreas maiores nas mesmas e principalmente à realização das juntas entre todas as pedras de cada parede no interior e exterior; consolidando-se e dando uma maior capacidade de resistência ao conjunto do edificado, para além da valorização estética do edifício. Iniciámos também o desaterro de uma porção de terreno, no sentido de aí instalarmos o material necessário para auxiliar a proceder ao tratamento de água residual que há-de resultar aquando do funcionamento e limpeza do forno. Ficou então concluído todo o trabalho de " remendar/tapar" as juntas entre as pedras que compõem os muros no lado interior e exterior bem como dentro e fora das fornalhas. Procedeu-se ainda à preparação da fossa séptica para receber os efluentes decorrentes da limpeza do forno e da água utilizada no interior do forno e deixámo-la já preparada para receber igualmente uma pequena infraestrutura de WC que eventualmente venha a ser construída no futuro logradouro anexo ao edificado. Finalizou-se o chão da área interior bem como foram colocadas as pedras da soleira e peitoril na futura porta e janela. Apesar de nesta altura a obra "ter andaado" em "passo" mais lento seja pela capacidade financeira e também pelas outras tarefas que necessitaram dos recursos humanos, nomeadamente para levar água aos chafarizes de Alfarazes, na 22ª semana iniciou-se o reforço das fornalhas. E, nas 23ª e 24ª semanas concluiu-se a 1ª Fase das obras no Forno Comunitário dos Coviais de Baixo: o arranjo das fornalhas; o piso das mesmas foi recoberto com tijolo refractário; e, praticamente metade das paredes das duas fornalhas foi igualmente tapadas com barro e tijolo de modo a tornar mais fácil o seu uso futuro, visto serem na sua totalidade em pedra e, agora uma boa parte ficou forrada com um material de maior capacidade térmica. Por ora vamos parar as operações até que consigamos numa próxima etapa deixar o forno comunitário com o sistema de extração do fumo. Mas, esta tarefa só deve ser concretizada em agosto/setembro. Depois veremos se ainda em 2017 ou já em 2018 se realiza a 2ª fase das obras, concluindo a requalificação total do edifício.